top of page
  • Foto do escritorLuciane Brum

Como a Descoberta do Primeiro Clima Árido no Brasil Pode Impactar o Restante do País.

Pela primeira vez na história, cientistas identificaram uma região de clima árido no Brasil. Esta descoberta, feita pelo INPE em parceria com o Cemaden, abrange uma área de quase 6.000 km² no norte da Bahia, incluindo as cidades de Abaré, Chorrochó, Macururé e trechos de Curaçá, Juazeiro e Rodelas.



O que é aridez e por que é diferente da seca?

A aridez, diferentemente da seca, é uma falta crônica de umidade, indicando um desequilíbrio constante entre a oferta e demanda de água. Enquanto a seca é um período temporário de condições secas, a aridez é uma condição permanente, uma característica inerente ao clima de uma região.


A expansão do Semiárido

O estudo revelou que, nos últimos 60 anos, houve uma expansão significativa do semiárido brasileiro, crescendo em média 75.000 km² a cada duas décadas. Esta expansão, segundo especialistas, coloca em risco não apenas a disponibilidade hídrica, mas também as atividades agrícolas e pecuárias - pilares da economia brasileira.


Implicações da descoberta

Esta nova região árida no centro-norte da Bahia é um indicativo alarmante das mudanças climáticas em ação. A aridez crescente em todo o país, com exceção do Sul, é impulsionada pelo aumento da evaporação decorrente do aquecimento global. Essas mudanças sugerem um cenário preocupante de desertificação, especialmente nas áreas semiáridas, que poderiam se expandir ainda mais.


Desafios para a Agropecuária e Produção de Energia

A expansão das regiões áridas e semiáridas tem implicações diretas na produção de energia e agropecuária. Com a diminuição da disponibilidade de água para irrigação e o aumento na frequência de eventos climáticos extremos, a produção agrícola e pecuária enfrenta desafios crescentes. Culturas e criação de animais em áreas anteriormente férteis podem se tornar inviáveis, afetando o abastecimento alimentar e elevando os preços dos produtos agropecuários.


A Necessidade de Ação

A descoberta destaca a urgência de desenvolver estratégias adaptativas, especialmente nas áreas urbanas e na agricultura. Investimentos em ciência e tecnologia são vitais para implementar medidas que reduzam os impactos socioeconômicos e criem resiliência climática.


O Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima do Brasil está planejando lançar o Plano de Ação Brasileiro de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca (PAB Brasil) até setembro de 2024. Este plano visa a recuperação das áreas afetadas e a gestão sustentável dos recursos hídricos, representando um passo crucial na preparação do país para as consequências das mudanças climáticas.


Conclusão

A descoberta do primeiro clima árido no Brasil é um lembrete sombrio das mudanças climáticas em andamento. A resposta a esses desafios exigirá esforços concertados de todos os setores da sociedade. Somente através de uma abordagem integrada, abrangendo a ciência, a política e a ação comunitária, podemos esperar mitigar os efeitos dessas mudanças e proteger o futuro do Brasil.



Gostou deste artigo? Compartilhe sua opinião conosco nos comentários abaixo e junte-se à conversa!


0 comentário

Comments


bottom of page